Taças de vinho em plena segunda-feira.

Assistir a sequência de episódios da sua serie favorita como se não houvesse amanhã.

A noite que a melhor amiga dorme na sua casa. 

Acordar sem o despertador.

Aquele beijo desejado.

A viagem de férias.

Conhecer o lugar dos sonhos.

Fazer algo pela primeira vez.

Frio na barriga.

Passeio de balão.

Mergulho no mar azul turquesa.

A festa do seu casamento.

A melhor noite de sexo da sua vida.

O romance proibido.

As noites em claro ao som de Calvin Harris.

O por do sol que deixa o ceu colorido.

A companhia dos seus pais.

A bagunça e os barulhos pela casa.

A disposição para tirar a roupa no meio da madrugada.

disposição para vestir a roupa e sair ainda de madrugada.

Sua sobremesa preferida.

A festa de casamento dos seus melhores amigos.

A fase que seus filhos querem colo.

A fase que você é o grande herói que vai salvar seus filhos de medos bobos.

A fácil absorção de calorias.

Quando sua preocupação é o boletim.

Quando as pessoas que você mais ama tem tempo.

A dança que te faz rodopiar e encontrar na volta o melhor abraço 

O momento em que tudo vira poesia.

Os momentos inesquecíveis.

Os momentos de inspiração.

O tempo.

A vida.

Aproveita que passa.

Aproveita, que passa

Sabrina Almeida


Sou mãe, filha, esposa, mulher, amiga, confidente, conselheira. Sonhadora, determinada e realizadora. Organizada, mas com um que de caótica. Apaixonada pela vida e pelas pessoas. Intensa! Publicitaria, trabalho desenvolvendo produtos e marcas para deixar as pessoas mais bonitas e felizes. Escrevo porque amo escrever. Minha cabeça está sempre repleta de sonhos e devaneios. Sigo sempre meu coração. Hoje penso mais antes de tomar uma decisão. Encontrei a FELICIDADE, assim todinha maiuscula, nas coisas simples da vida. E escrever é uma delas. Enquanto as pessoas vão para a academia, fazem trilhas, tocam instrumentos musicais, cozinham… Eu escrevo! Esse é o meu hobbie… Escrevo para traduzir o que está no meu coração, sem regras, métodos ou filtros. Escrevo porque me inspira e me faz feliz. Acredito que é simples ser feliz e que para isso é preciso uma boa dose de coragem, de sorte e de sonhos e devaneios. Quando eu decidi escrever, uma pessoa me perguntou: “quem te garante que as pessoas vão se interessar pelo que você escreve?” E a minha resposta é como vou concluir minha apresentação. Vou escrever para tentar ajudar as pessoas a ver diferentes perspectivas, rir no meio de um dia difícil ou enxergar poesia no dia a dia. E se eu conseguir tocar o coração de pelo menos uma única pessoa, já terá valido à pena.


Post navigation


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *