Capítulo 10 – Surpresas do Coração

Vitória acordou com o som do seu telefone invadindo seus sonhos.

– Alô.

– Oi Dona Vitória. É o Arthur. Tudo bem? Estou aqui embaixo te esperando. A senhora está descendo?

– Mãe de Deus! Acabei de acordar. Perdi a hora de novo. Desculpe Arthur. Tem acontecido sempre. Vou correr e descer em 5 minutos.

Vitória voou para o banheiro. Tomou um banho de 2 minutos. Colocou a primeira roupa que viu na frente. Não teve tempo de fazer suas super produções e saiu de calça jeans, camiseta branca e tênis dourado. Foi o máximo de sofisticação que conseguiu colocar em seu look. Pegou uma banana e um iogurte e desceu penteando cabelo no elevador.

Entrou no carro sem fôlego, como se tivesse corrido uma maratona.

– Bom dia Dona Vitória. Foi muito rápida para quem acabou de acordar.

– Bom dia Arthur. Desculpe mais uma vez por isso. Da última vez foi a mesma coisa. A Patrícia vai ficar uma fera com esse atraso. Vamos preparar os ouvidos. Já me desculpo por isso com você de maneira antecipada.

– Imagine Dona Vitória. Aqui o que ela diz entra por um ouvido e sai pelo outro. E a senhora deveria fazer a mesma coisa.

Vitória achou graça no comentário de Arthur.

– Você tem razão Arthur. E ainda bem que só atrasaremos 10 minutos.

Vitoria enviou uma mensagem para Patrícia dizendo que atrasariam 10 minutos. E quando chegaram ela já esperava os esperava na recepção do hotel.

– Olá! Sempre atrasada ultimamente né Dona Vitória. Disse Patrícia entrando no carro.

– Desculpe Patrícia. E você uma amor como sempre também. Disse Vitória de maneira irônica, perdendo a paciência.

– Xi! Alguém acordou de mal humor hoje. Mas tudo bem. Porque vou fazer fotos com o Eric e por isso nem seu mau humor abala o meu bom humor hoje. Disse Patrícia com ar soberbo.

– Eric? Perguntou Vitória surpresa.

– Sim! Mudaram o fotografo. Recebi um email atualizando a agenda do dia com a mudança de fotógrafo.

– Não vi. Estava em uma reunião ontem à noite e não acessei meus emails.

– Pois é. Precisa estar melhor informada Dona Vitória.

– Ponto para você de novo.

“Eric será o fotografo hoje. Será a primeira vez que vamos nos ver desde que ele me tratou como uma qualquer na festa do fashion week. Como será que vai ficar o clima entre a gente? O que vou falar para ele?” Pensava Vitória aflita depois da revelação de Patrícia.

– Não me importa o placar. Hoje vou me jogar em cima desse homem. Estou feliz com as possibilidades.

– Paty, ele tem uma namorada.

– Que vive em outro país. E quem disse que eu quero exclusividade?

– Ah não quer?

– Claro que não! Quero me divertir. E conferir a quantas andas meu poder sobre os homens que desejo.

– Ah entendi. Uma competição com seu ego.

– Ponto para você. Acho que empatamos. Né?

– Não Paty. Acho que você continua na frente.

– Senhoras, desculpe interrompê-las, mas nós chegamos.

– Graças a Deus! Nunca vi tanto mau humor. Disse Patrícia já abrindo a porta do carro.

– Exagerei? Perguntou Vitória para Arthur com uma careta.

– Um pouquinho Dona Vitória.

– Obrigada Arthur. Sairemos às 16h. Ok?

– Estarei aqui.

– Obrigada. Bom dia para você.

– Para a senhora também.

Quando Vitória entrou no estúdio, Patrícia já estava jogada em cima de Eric, que dava atenção demais para ela e conversava dela mais perto do que deveria.

Assim que viu Vitória, Eric assustou como se estivesse vendo uma assombração e pediu licença para Patrícia para ir até ela.

– Oi! Como você está? Chegou perto de Vitória já perguntando.

– Estou bem. E você?

– Bem também. Desculpe por aquele dia. Não sabia mesmo como agir e fui um cafajeste com você. Eu não sou assim.

– Eric. Te entendi perfeitamente, o que não minimiza o fato de eu ter me sentido muito mal com a situação. E não recebi sequer uma ligação sua no dia seguinte. Ou nos dias seguintes.

– Eu quis ligar. Mas não sabia o que te dizer.

– Ficou lá atrás. Vamos seguir em frente.

– Você me desculpa?

– Sim! Agora preciso ir cuidar da Patrícia. Depois falamos.

Vitória caminha em direção de Patrícia que acompanha a cena do diálogo entre eles perplexa.

– Ele me largou falando sozinha para te cumprimentar. Que lance foi esse?

– Lance nenhum Paty. Agora vamos, você precisa se arrumar.

– Teve lance sim. Ele ME deixou para falar com você.

– Hey mocinha, não me diminua tanto. Eu tenho os meus talentos. Disse Vitória em tom de brincadeira.

– Deve ter mesmo. E ponto para você! Acho que empatamos.

– Paty, não estou competindo. Pode pegar ele todo para você. Agora vamos? Você precisa ficar linda.

– Vamos!

Elas caminharam em silêncio até o camarim. Vitória cumprimentou os maquiadores e o cliente e foi falar com Manuela sobre o contrato de Patrícia.

Quando voltou da conversa com Manuela, Patrícia já estava no estúdio fazendo caras e bocas em provocação a Eric, que correspondia às investidas dela. Vitoria sentiu nojo da cena e quando estava terminando de digerir tudo recebeu uma mensagem de Thomas.

“Desculpe por ontem. Me enrolei e não consegui te ligar. Senti sua falta no escritório e me disseram que está em shooting. Podemos marcar algo na sexta?”

Vitória se sentiu feliz com a mensagem, mas não entendia porque precisava esperar até sexta para encontrá-lo. “Ele deve estar saindo com alguém.” Pensava ela. E quando foi confirmar o encontro na sexta, se lembrou do show de despedida de José no NOW.

“Na sexta tenho a despedida de um amigo que toca em lugar muito legal. Você conhece ele. O José. A Tatiana estará lá também. Você pode me encontrar lá. Ou marcamos outro dia, em outro lugar.”

Enviou ela.

E logo na sequencia a resposta.

“Vamos tentar então. Vamos nos falando. Beijos.”

Ela estava pensando na resposta quando foi surpreendida por Eric.

– Namorado novo?

– Hum, não. Por que?

– Estava sorrindo enquanto digitava as mensagens.

– Ah estava?

– Sim.

– E você? Será que resiste às investidas da Patrícia e se mantém fiel à sua namorada?

– Investidas?

– Não se faça de inocente. E bem que te vi retribuindo.

– Preciso entrar na onda porque preciso que ela renda no estúdio.

– Por falar nela, onde ela está?

– Trocando de roupa e maquiagem.

– Preciso ir até lá então.

– Podemos sair um dia desses e retomar de onde paramos? Perguntou Eric com um ar sexy.

– É sério isso?

– Só se você quiser que seja.

– Uau! Você não presta. Não é assim tão perfeito então.

– Você me achava perfeito.

– Quase isso. Veja que inocente eu sou.

– Touche!

– Preciso ir.

– Vai para o onde o dever te chama.

E Vitória saiu triunfante em busca de Patrícia, pensando no quanto ele era mais cachorro do que parecia e sua autoestima ganhou muitos pontos por ter recebido aquelas cantadas depois do último encontro deles.

– E aí Paty, como estão indo as coisas?

– Honestamente, não estou muito satisfeita com esse figurino. Mas a maquiagem está maravilhosa. E o Eric está no papo. Então está tudo bem.

– Eu notei! Aproveite, porque ele me parece ser do tipo que trai a namorada.

– Você acha mesmo?

– E você não liga mesmo para isso! Estou pasma.

E nesse momento foram surpreendidas pelo assistente de Eric.

– Demoram mais quanto tempo aí?

– Mais nada! Respondeu o maquiador com um ar de aliviado. – Ela está pronta.

– Que bom. Vamos voltar para o estúdio então.

E assim seguiram o dia com Patrícia se jogando encima de Eric, ele correspondendo mas aproveitando cada minuto possível para provocar Vitória. A deusa interior dela dava pulos, mesmo ela não tendo intenção nenhuma de sair com ele de novo.

O dia terminou mais calmo do que tinha começado, que era o que acontecia quando Patrícia estava de bom humor. Quando ela estava bem, tudo em volta ficava bem também.

Quando estavam chegando no hotel para deixar Patrícia, Vitória começou a falar sobre os planos para o dia seguinte:

– Paty, passaremos aqui amanhã às 8h30. Ok? O dia amanhã será mais corrido porque teremos mais modelos do estúdio. Por isso nos pediram para chegar às 9h.

– Vou sair com o Eric hoje à noite. Você acha que consegue passar às 9h?

– Paty, sem chance. O cliente pediu para estar lá às 9h. Por favor não durma muito tarde. Sua pele precisa estar ótima amanhã.

– Fica tranquila Vick. Estarei ótima amanhã e pontualmente aqui às 8h30. Veja se não se atrase mocinha.

– Vou me esforçar. Obrigada por hoje. As fotos ficaram ótimas e o cliente bastante satisfeito.

– Obrigada Vick. Até amanhã. Tchau Arthur. Disse Patrícia já saindo do carro.

“Nossa ele é mesmo um cachorro. Será que faz parte da estratégia de manter a animação dela para o dia amanhã. Até que ponto alguém vai para fazer um bom trabalho?” Pensava Vitória enquanto Patrícia já sumia dentro do hotel quando foi interrompida por Arthur:

– Para sua casa Dona Vitória? Perguntou Arthur.

– Sim! Para minha casa.

– Hoje acabou cedo, vamos conseguir aproveitar o final do dia.

– Isso! Vamos aproveitar o final do dia. Dizia Vitória concluindo em seus pensamentos que sua vida estava tão sem emoção que ela terminava o dia mais cedo e não tinha nada para fazer e nem ninguém para ver. Até a Patrícia tinha um encontro e ela não.

Foram em silêncio até a casa de Vitória, que não pediu mais música.

– Até amanhã Arthur. Amanhã às 8 horas. Prometo não me atrasar.

– Às 8 horas estarei aqui. Até amanhã Dona Vitória.

Vitória saiu do carro e caminhou lentamente até o portão de sua casa. “O que será mim, meu Deus? Tenho tempo e nada para fazer e desfrutá-lo. Preciso cuidar da minha vida. Preciso mudar isso. E honestamente não sei se consigo dar tempo aos astros para que os planetas se alinhem de modo que operem as mudanças que precisam acontecer na minha vida.” Pensava ela durante aquele curto percurso de caminhada.

Ficou o resto do dia em casa e aproveitou para ler seu romance que já a esperava por várias semanas em sua cabeceira. As histórias de amor a faziam escapar para um lugar mágico onde se aproveitava verdadeiramente “il dolce far niente”. Leu 121 páginas até que pegou no sono.

Um novo dia começava e Vitória estava animada com a chegada do final de semana. Patrícia estava de excelente humor e não poupou ninguém dos seus comentários sobre a noite ardente que teve com Eric. Vitória sentia tristeza por ele e aliviada por ter pulado fora dessa história, mesmo que expulsa, afinal saíra da história contra a sua vontade. O dia fluiu muito bem e a noite ardente que Patrícia e Eric tiveram realmente trouxe uma boa química para o estúdio. Patrícia estava mais empolgada do que nunca, o que a fez crescer em frente às câmeras e Eric estava ainda mais inspirado, produzindo um material de excelente qualidade. Porém a noite com Patrícia não o impediu de passar o dia provocando Vitória. Já perto do final do dia aproveitou um intervalo e pegou Vitória de surpresa enquanto ela tomava um café:

– Você está linda hoje!

– Ah, muito obrigada! Você não está nada mal. Ouvi falar que sua noite foi muito boa.

– Ouviu é?

– Com riqueza de detalhes…

– Sai comigo hoje? Podemos só conversar.

Vitória deu uma gargalhada.

– Você só pode estar brincando. Claro que não!

– Não podemos ser amigos?

– Talvez um dia. Talvez com tempo. Mas não sairia com você agora, nem que você fosse o último homem da face da terra.

– Uau! Isso que chamo de um fora. Você sempre faz isso comigo.

– Isso o que?

– Me desafia.

– Faço sem querer.

– Me desafiando de novo. E além de tudo você é uma mulher deliciosa.

E nesse momento foram interrompidos por Manuela.

– Queridos, estão todos prontos para recomeçar. Podemos voltar? Precisamos de você no estúdio. Disse repreendendo Eric com o olhar.

– Com licença Dona Vitória, salva pelo gongo, mas saiba que esse papo não acabou aqui.

E saiu antes que ela respondesse qualquer coisa, achando graça nela e se sentindo de fato desafiado, como sempre se sentia em relação à ela. Ela ficou sem palavras e sentia seu corpo se arrepiar. Ele era um cafajeste, mas mexia com os desejos dela de maneira totalmente irracional. E ela admitia que aquele jogo estava fazendo um bem enorme para o ego dela.

O dia terminou mais tarde e todos estavam cansados demais até para falar, o que fez a volta para casa ser totalmente em silêncio. Exceto pelo barulho que os pensamentos de Vitória faziam em sua cabeça.

Na sexta-feira estavam todos muito cansados depois de 2 dias intensos de trabalho. As horas se arrastavam. Na hora do almoço Vitória recebeu uma mensagem de Thomas.

“Não garanto que conseguirei ir hoje encontrar vocês. Mas estou realmente animado com a possibilidade de rever todo mundo. Vou tentar dar uma passada lá. Onde é?”

“No NOW da Vila Madalena. Vou ficar feliz se você conseguir ir.” Vitória respondeu rapidamente e enviou sem pensar. Mas de fato era o que estava no coração dela.

E ele respondeu com uma simples carinha feliz 🙂 que não revelava nada sobre os seus sentimentos ou intenções.

Um pouco antes de acabar o último dia de fotos Vitória se despediu de Patrícia a avisou que iria embora um pouco mais cedo, porque queria estar desde o começo na festa de despedida de José. Como Patrícia estava feliz, ela aceitou tranquilamente.

Já bem no final do dia, Eric sentiu falta de Vitória e perguntou sobre ela para Manuela, que disse que ela já tinha ido embora. O que deixou Eric mais chateado do que ele esperava, mas não o impediu de sair com Patrícia pela terceira noite seguida.

Vitória chegou no bar antes de José subir ao palco e antes de qualquer outra pessoa. Eles se abraçaram como quem quer matar todas as saudades que já não cabiam mais neles e de repente tudo estava como antes. Existia um imenso amor na relação deles.

– José. Estou muito feliz por você. Por suas conquistas. Você merece cada uma delas.

– Vick! Estou tão feliz. Obrigado por tudo! Seu apoio foi essencial nessa minha trajetória. Obrigado! Ele disse num tom mais alto, a abraçando de novo, de maneira tão empolgada que a tirou do chão e a girou até perder o equilíbrio.

– Seu maluco. Disse Vitória rindo tentando retomar o fôlego. – Sempre estarei aqui para o que precisar.

– Venha aqui para a nossa mesa. Disse José enquanto levava Vitória pelas mãos. Quero você bem pertinho hoje.

Vitória acompanhava o ritmo frenético de José admirando o estado de felicidade do amigo. Eles faziam o primeiro brinde quando Tatiana chegou.

– Não acredito que você já está aqui! Empolgou-se Tatiana.

– Sim! Hoje joguei tudo para o alto e vim. Essa noite merece.

– Como não amar vocês duas. Derreteu-se José.

Eles começaram a tomar seus drinks e a fazer seus brindes. Um pouco antes de José subir ao palco, muitos amigos dele chegaram junto com Isabela, a namorada. E nesse momento uma pontinha de angústia tomou um pedaço do coração de Vitória.

“Preciso tirar isso de uma vez por todas do meu coração.” Pensava Vitória tentando expulsar aqueles sentimentos. Quando foi interrompida por Tatiana.

– Hey. O que foi?

– Nada. Já passou.

– E as novidades?

– Tati ficamos 3 dias sem se falar e tenho tantas atualizações para fazer para você.

– Então me conte! Vamos.

– Falei com a Astróloga na terça. Ela foi na minha casa e resumidamente disse que minha vida vai mudar radicalmente e que estou vivendo uma fase de encerramento de ciclo, que demanda um momento de introspecção. Disse que alguém do passado será o dono do meu coração, com quem eu vou me casar. Mas que também poderia ser alguém que conheci no trabalho. E que isso deve acontecer no segundo semestre. Difícil de acreditar, mas bem animador. O Thomas está vivo na história, apesar de andar meio esquisito e estar saindo com alguém. E tenho quase certeza que está! Talvez ele venha aqui hoje. E acho que resolvi meus sentimentos mal resolvidos pelo José. Eu amo ele demais. Ele é meu melhor amigo. Acho que confundi as coisas. Foi delicioso reencontrar com ele hoje. Senti só o amor de sempre. Saber que eu poderia arruinar o coração dele me deu novas perspectivas.

Tatiana fez uma careta, dando a entender que nessa parte a amiga não tinha parecido muito convincente.

– Hey Tati, é serio! Estou falando do fundo do meu coração.

– Ok! Se você está falando. Realmente temos novidades!

– Mas ainda não acabou.

– Uau! Então me conte ou vou começar a roer minhas unhas.

– Fiz um trabalho de 3 dias com o Eric. Constatei que ele é um tremendo cafajeste. Uma delícia de cafajeste. Ele saiu com a Paty, minha modelo. Traiu a namorada deusa dele. E me chamou para jantar. Disse que me acha desafiadora e deliciosa. Fez um bem enorme para o meu ego amiga!

– UAU! E você vai sair com ele?

– Não! Eu não sairia com ele nem que ele fosse o último homem do planeta.

– Nem se fosse o último?

– Se fosse o último eu sairia… Mas eu disse exatamente isso para ele.

– Sou sua fã. Um brinde a você minha amiga e a todos os corações que você ainda vai tocar e partir! Disse rindo Tatiana.

– Estou feliz minha amiga. Obrigada por tudo!

E nesse instante José começou a cantar Just the Way You Are do Bruno Mars, de maneira tão tocante e deliciosa, que todos pararam o que estavam fazendo para admirá-lo cantando. Não foi diferente com Vitoria. Ela estava hipnotizada por ele. E ele olhava fixamente para ela enquanto cantava, como se estivesse cantando para ela. De repente, para Vitoria parecia não haver mais ninguém ali, senão eles dois, e ele cantava direto para o coração dela. Aquelas notas tão bem cantadas, em uma voz tão sensual, tocavam em cheio o seu coração. E ele parecia realmente estar fazendo uma declaração para dela. Parecia que era dela que ele falava enquanto cantava. Parecia mesmo que ele falava tudo aquilo para ela. Ela era a pessoa que ele amava exatamente do jeito que ela era.

A conexão entre os dois era tanta que isso foi sentido por todo mundo que estava no local. Inclusive por Isabela, que sentia que seu namorado jamais a veria daquela maneira. Tatiana engasgou tomando seu drink ao se deparar com a cena.

E no meio desse turbilhão de coisas acontecendo em que Vitória via tudo em câmera lenta e parecia estar sozinha com José ali, ela sentiu uma mão tocando seu ombro a trazendo de volta para a realidade.

Era Thomas.

A vida real estava de volta, muito diferente do que ela tinha começado a desejar que acontecesse naquela noite. Mas ainda assim, tinha um gosto doce.

CONTINUA…

O CAPÍTULO 11 SERÁ PUBLICADO NA PRÓXIMA SEXTA-FEIRA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *