Capítulo 22 – Pijama de Flanela

Já era madrugada quando eles voltaram para o apartamento de Roberto.

– Gostou do filme? Ele perguntou.

– Amei. O filme, o cenário, o jantar, o vinho, o supermercado. Tudo! Amei tudo. Obrigada meu amor.

– Que bom que gostou. Adoro quando consigo te deixar feliz.

– Você tem sido muito eficiente nisso. Me empresta uma camiseta?

– Por falar em camiseta, tome isso aqui. Ele deu uma caixa para ela.

– Presente! Por que?

– Abra.

Ela abriu em expectativa. E encontrou um pijama de flanela xadrez em vermelho e rosa, com calça e camisa e um par de meias super confortáveis que combinavam.

– Um pijama! Adoro pijamas.

– Sempre que você vem aqui, acabamos improvisando uma camiseta minha para você dormir. Já era hora de você ter um pijama aqui em casa.

– Bob você não existe mesmo.

– Mas não se anime! Não poderá levar para a sua casa. É para usar aqui.

– Regras compreendidas. Obrigada meu amor. Ela disse enchendo ele de beijos.

– Agora vamos dormir. Tenho mais planos para amanhã.

– Mais planos? Sim senhora. Ele respondeu apagando a luz do abajur e a abraçando.

– Boa noite Bob. Obrigada por tudo.

– Boa noite Nina.

Eles estavam cansados e rapidamente estavam dormindo. Nina que costumava repassar esses dias especiais na cabeça antes de dormir, acabou pegando no sono antes mesmo da ida ao supermercado, que era como tinha começado aquela noite.

O dia amanheceu e Nina foi acordada por Roberto.

– Oi meu amor. Bom dia.

– Bom dia.

– Dormiu bem?

– Sim! Muito bem. E você?

– Muito bem também. Minhas noites de sono melhoraram desde que começamos a namorar. Ele disse.

– É mesmo? Ela disse surpresa.

– Sim! Eu costumava ter insônia e nunca mais aconteceu, desde que estamos juntos. Você me acalma e me da paz. Deve ser isso. Ele respondeu.

– Fico feliz em contribuir com seu sono.

– Minha ideia era tomar café da manhã com você e às 13h sairíamos para a segunda parte da surpresa. Mas surgiu uma emergência no trabalho e vou precisar fazer uma reunião com a equipe agora de manhã. Porém os planos do passeio estão mantidos. Queria te pedir para fazer uma mala com roupas de praia.

– Que pena que precisará sair. Queria você só para mim. Mala é? Então vamos dormir fora? Com quem é a sua reunião? Ela perguntou.

– Com a equipe de produção e com a Raquel. Ele respondeu temendo estragar a manhã e o resto do final de semana.

– Tomara que dê tudo certo e que você volte logo para mim. Ela respondeu, sem sentir qualquer angustia ou palpitação no coração.

“Gente, será que estou curada?” Ela pensava.

– Está tudo bem? Ele perguntou desconfiado.

– Tudo mais que bem! Ela respondeu com sinceridade.

– Que bom meu amor. Vou e volto rápido. Prometo.

– Vou passear com o Borges. Ela disse.

– Daqui duas horas o dono hotel vem busca-lo. Você pode entrega-lo por favor?

– Sim! Claro.

– Não esqueça a mala. Ela é importante. Vamos dormir fora.

– Mais surpresas. Você está me acostumando muito mal.

– Você merece. Te pego na sua casa às 13h. Ok?

– Ok! Combinado. Ela respondeu.

Ele foi embora e ela foi tomar café da manhã. Naquela manhã ela estava sentindo mais fome do que sentia normalmente. Enquanto comia, repassava a noite mágica que tinha tido e pensava sobre as possibilidades da surpresa envolvendo a praia. O encontro que Roberto teria com a Raquel em instantes não causava mal algum ao coração dela.

“Eu realmente não me importo mais com a Raquel e nem com ninguém. Estou curada daquele sentimento que nunca me pertenceu e pronta para parar de agir como maluca quando o Roberto está longe de mim. Estou livre! E completamente apaixonada. Como a vida é boa meu Deus! Acho que foi o tratamento de beleza que o Rodrigo me deu. Estou me sentindo a pessoa mais especial do mundo. Que felicidade!” Ela pensava consigo mesma, se sentindo realmente em paz com toda aquela situação.

Acabou o café, que durou mais de 40 minutos e embalou as lembranças deliciosas da noite anterior e sua constatação sobre a volta da sanidade na sua vida. Ele foi se trocar e sorriu quando tirou o pijama o novo que havia acabado de ganhar.

– Vamos Borges? Vamos dar uma volta e aproveitar essa manhã linda!

Ele parecia entender e olhava para ela balançando o rabo.

Ela saiu com o cachorro em direção ao parque onde levava seus cachorros todos os dias. Andou por mais de trinta minutos e se sentou embaixo de sua árvore de sempre para tomar um suco. Ela ficou ali por meia hora olhando o vai e vem das pessoas das mais diferentes idades, praticando os mais diferentes exercícios.

“Como a vida é maravilhosa! Ela pensava enquanto sentia o ar enchendo os seus pulmões. No seu fone de ouvido tocava Daylight do Maroon Five e a música ajudava tudo a ganhar uma certa poesia.

Ela seguia aproveitando a paisagem e refletindo sobre a vida até o momento em que se deu conta que iam passar para pegar o cachorro para levar ao hotel.

– Borges, perdi a noção do tempo. Estava tão gostoso nosso passeio, que me esqueci do hotel. Ela dizia para ele, como se ele pudesse entender. – Vamos! Precisamos nos apressar.

Ela voltou para a casa de Roberto e quando chegou, o carro do pet shop já estava parado na frente do prédio.

– Olá! Bom dia! Que cachorro veio buscar?

– O Borges! Ele mesmo. Disse o homem fazendo carinho no cachorro.

– Como é seu nome?

– João. E o seu?

– Nina. Me desculpe o atraso João. Você está esperando faz tempo?

– Acabei de chegar. Seu Roberto disse que a senhora entregaria o Borges hoje.

– Dei um passeio longo com ele. Ele precisa de água.

– Dou assim que achegar lá. Vamos Borges?

O cachorro abanava o rabo para ele.

– Ele parece feliz. Nina disse.

– Ele sempre fica feliz quando vem para o hotel.

– Você leva algo dele?

– Não. Já temos tudo lá. Ele faz exercícios lá durante a semana.

– Ok! Então até amanhã Borges. Disse Nina, que seguia falando com o cachorro como se ele fosse responder.

– Tchau Dona Nina.

– Tchau.

Ela viu o carro indo embora e foi direto para a casa dela. Chegando, foi direto tomar banho.

“Como vai estar esse cabelo depois de lavar e perder a escova que o Rodrigo fez, meu Deus?” Ela pensava enquanto lavava o cabelo.

Ela vestiu um lindo vestido estampado e uma sandália rasteira. Tirou a etiqueta de mais uma roupa nova naquele final de semana.

“Eu surtei no shopping. Nem precisava de tudo isso. Mas esse vestido é bem lindo. Valeu à pena.” Ela pensava e ria de si mesma enquanto terminava de se vestir.

Ela fez uma mala conforme as recomendações de Roberto e terminava de se arrumar quando recebeu uma mensagem dele dizendo que chegaria em 5 minutos.

Ela passou seu batom vermelho de sempre, pegou a mala e desceu.

– Animada? Ele perguntou.

– Muito! Você já fez a sua mala?

– Sim! Passei em casa antes de vir para cá.

– Onde vamos?

– Pegar o barco.

– Vamos passear de barco?

– Sim senhora.

– Que delícia meu amor.

Eles pegaram a estrada e Nina estava feliz. Ela tinha esquecido totalmente de Raquel e isso trazia uma paz enorme para eles.

A viagem foi rápida e Roberto estacionou o carro na marina.

Eles caminharam alguns metros e acessaram o deque que os levaria até o barco. Nina sentia o vento batendo em sua pele e se sentia grata.

Assim que entraram no barco Nina foi surpreendida pelas 3 melhores amigas, Melina, Maju e Erica, com os namorados.

– Surpresa! Elas gritaram em coro.

– Não acredito! Vocês estão aqui! Que felicidade! Ela gritava abraçando as amigas.

– Obrigada meu amor! Que surpresa deliciosa.

– Nem preciso perguntar se você gostou.

– Eu amei! Esse é o melhor final de semana de toda a minha vida.

– Vamos até Parati e dormiremos lá. Ele disse.

– Você é o melhor namorado desse mundo. E todos os mundos que existem. Ela disse abraçando ele.

Um funcionário serviu champagne para todos e começou a tocou a música Perfect do Ed Sheeran.

Roberto cochichou no ouvido dela:

– Isso tudo é para você! Inclusive a música. Preste atenção no quero te dizer através dessa música.

Nesse momento o barco ganhava velocidade e o vento balançava o cabelo de todos ali. E Nina seguia em silencio ouvindo cada palavra da música que a letra dizia:

“Eu encontrei um amor para mim

Querida, mergulhe de cabeça

E me siga

Bem, eu encontrei uma garota, linda e doce

Eu nunca pensei que você era

A pessoa que me esperava

Pois nós éramos apenas crianças

Quando nos apaixonamos

Sem saber o que aquilo significava

Eu não desistirei de você desta vez

Mas querida, me beije devagar

Seu coração é tudo o que eu tenho

E em seus olhos, você guarda os meus

Querida, estou dançando no escuro

Com você entre os meus braços

Descalços na grama

Ouvindo nossa música favorita

Quando você disse que estava desarrumada

Eu sussurrei sob minha respiração

Mas você ouviu, querida

Você está perfeita esta noite

Eu encontrei uma mulher mais forte

Do que qualquer pessoa

Ela compartilha os meus sonhos

Espero um dia compartilhar seu lar

Encontrei um amor, para guardar

Mais do que meus segredos

Para levar amor, carregar

Nossas próprias crianças

Ainda somos crianças

Mas estamos apaixonados demais

Lutando contra todos os obstáculos

Sei que ficaremos bem desta vez

Querida, segure minha mão

Seja a minha garota, serei seu homem

Eu vejo meu futuro em seus olhos

Querida, estou dançando no escuro

Com você entre os meus braços

Descalços na grama

Ouvindo nossa música favorita

Quando te vi naquele vestido

Tão linda

Eu não mereço isso, querida

Você está perfeita esta noite

Querida, estou dançando no escuro

Com você entre os meus braços

Descalços na grama

Ouvindo nossa música favorita

Eu tenho fé no que vejo

Agora eu sei, conheci um anjo em pessoa

E ela é perfeita, eu não mereço isso

Você está perfeita esta noite”

A música terminou e ela não conseguiu conter as lágrimas e chorou de emoção. Ele riu e a abraçou forte. Repetindo no ouvido dela:

– Bem, eu encontrei uma garota, linda e doce. Eu nunca pensei que você era a pessoa que me esperava.

– Ai Bob! Você é meu amor. Eu também encontrei um homem muito mais incrível do que eu podia imaginar. Ela disse, limpando as lágrimas.

E nesse momento Melina chegou requisitando a presença de Nina.

– Vem aqui Nina! Vamos brindar. Convidou Melina arrastando a amiga pela mão.

Roberto largou Nina e elas foram encontrar Maju e Erica na proa do barco.

– Que sonho amiga! Disse Melina.

– Ele está muito apaixonado por você. Completou Maju.

– Definitivamente você ganhou na loteria do amor Nina. Finalizou Erica. – Um brinde a isso.

– Amo vocês meninas. Tudo fica ainda melhor quando estou com vocês!

Elas brindaram e a tarde seguiu regada a drinks, risadas, sol e conversa boa. Roberto se dava cada vez melhor com os namorados das amigas de Nina e tudo ia ficando cada vez mais perfeito.

O sol ia se pôr quando Roberto atracou a lancha em um lugar onde o pôr do sol era muito especial. Eles mergulharam em aguas quentes no meio do oceano onde tudo que se via era mar, voltaram para o barco e viram o sol se pôr na proa do barco tomando drinks preparados por Roberto.

Já anoitecia quando Roberto atracou o barco em uma marina em Parati.

Eles se hospedaram na melhor pousada da praia e foram jantar em um restaurante estrelado de um grande chef. O restaurante ficava em uma pequena ilha e era acessível através de um longo deque de madeira.

A noite estava calma, fresca e clara. Era iluminada por uma grande lua cheia. Nina via suas melhores amigas vivendo com ela a nova vida dela. A vida que tinha chegado com Roberto, e ela gostava muito de tudo aquilo. As amigas ali mostravam que aquilo estava realmente acontecendo.

Eles comeram bem e se divertiram muito. A conversa seguia farta e fluída e os assuntos eram diversos. Nina se perdia em Roberto por alguns instantes e se perdia em seus pensamentos. Ela parecia estar sonhando. E ele se sentia em casa e sentia que finalmente tinha encontrado a autenticidade que tinha buscado por toda a sua vida. Ele amava Nina e tudo que vinha com ela. Ele amava a vida que poderia ter com ela.

Eles voltaram para o hotel e Nina não via a hora de ficar sozinha com Roberto.

Eles se arrumavam para dormir e ela começou a falar:

– Você me surpreendeu de todas as maneiras. Obrigada Bob. Isso está sendo um sonho. E por mais delicioso que seja estar com você e com as minhas amigas em um encontro tão especial, ficar só com você ainda é meu programa preferido.

– Também é o meu! Seus amigos são pessoas incríveis. Como a vida é melhor com você Nina. Obrigado por me deixar ser parte da sua vida.

– Bob! Você é um presente! É um prazer ter você na minha vida. Por favor entre, fique à vontade e fique para sempre.

– Convite aceito meu amor. Ele disse a puxando para um beijo.

Ela apagou a luz e eles se perderam um no outro à luz da lua que invadia o quarto.

O sol tomava conta do quarto quando Roberto acordou Nina.

– Hey Nina. Bom dia. Hora de acordar.

Ela abriu os olhos e se espreguiçou.

– Bom dia meu amor! Ela disse. – Que horas são?

– Quase 10h. E combinamos de tomar café todos juntos às 10 horas da manhã.

– Eu sei. Vou me levantar. Só preciso de coragem. Essa cama é deliciosa demais.

– Vamos dorminhoca.

– Vamos.

Ela se levantou e foi trocar de roupa enquanto Roberto a esperava. Eles foram de mãos dadas para o restaurante que ficava a beira mar, sem soltarem um do outro por nenhum minuto.

– Esse lugar é lindo demais Bob.

– Eu vinha aqui com os meus pais quando eu era adolescente. Tenho lembranças boas daqui.

– Construção de boas lembranças?

– Isso! Construção de boas lembranças.

Eles chegaram na frente do restaurante e Roberto parou ainda segurando a mão de Nina.

– O que foi Bob?

– Chegou a hora de dividir você com todo mundo de novo. Quero um beijo.

Nina abraçou Roberto pelo pescoço e deu um beijo de tirar o fôlego nele.

– Ah como eu te amo Nina.

– Eu também.

E nesse momento entraram no restaurante e encontraram todos já tomando café da manhã no restaurante.

Eles tomaram café e foram passear pela cidade, já era hora do almoço quando voltaram para o barco.

Roberto cozinhou para Nina e seus amigos e eles almoçaram em alto mar. Passaram o dia velejando. Visitaram ilhas desertas e nadaram. Viram o sol se pôr no meio do oceano e já anoitecia quando voltaram para casa.

Nina não cabia em si de tanta felicidade ao ver Roberto e seus amigos se entendendo tão bem. Eles votavam para casa e a estrada estava tranquila. A música combinava com a paisagem e Nina sentia a felicidade tomando conta dela.

– Gostou do final de semana? Roberto perguntou tirando Nina de seus pensamentos.

– Eu amei! Você está me acostumando mal com tantas surpresas.

– Fiz isso tudo para tentar ajudar a tirar as preocupações da sua cabeça. Não se preocupe meu amor.

– Já não me preocupo.

– Jura?

– Juro! Você conseguiu eliminar todas as preocupações. Foi um final de semana realmente cheio de coisas especiais. Eu amei ter você e meus amigos junto comigo.

– Seus amigos são especiais!

– São mesmo! E eles adoraram você.

– Também adorei seus amigos. Você está com fome?

– Estou ficando.

– Vamos pedir uma pizza lá em casa?

– Preciso voltar para minha casa Bob.

– De jeito nenhum. Amanhã você volta. Hoje vamos dormir juntos.

– Bob…

– Isso realmente não é negociável Nina.

– Ok, Bob! Durmo na sua casa. Afinal é impossível dizer não para você. Principalmente depois de todas as surpresas desse final de semana.

– Boa decisão Nina. Ele respondeu com um grande sorriso no rosto.

Eles chegaram na casa de Roberto e enquanto ele pedia a pizza Nina foi tomar banho e colocar seu pijama de flanela rosa e vermelho.

Ela voltou para a sala e os olhos de Roberto se perderam nela.

– O que foi Bob?

– De todas as roupas que já te vi usando, essa é disparada a mais bonita de todas. Ele disse, totalmente encantado

– É mesmo? As cores rosa e vermelho me favorecem? Ela brincou.

– As cores te deixam linda, mas esse pijama de flanela faz você ser parte da minha vida de maneira mais definitiva. E isso me faz feliz e te deixa ainda mais linda.

– Ah Bob! Como gosto de você!

– Quero você para sempre Nina. Ele disse dando um beijo nela.

E nesse momento o interfone tocou anunciando a chegada da pizza.

Ele desceu para receber a pizzaria e Nina foi arrumar a mesa. Enquanto ela organizava tudo, sabia exatamente onde encontrar cada coisa e de alguma maneira, como nunca tinha acontecido antes, ela se sentia totalmente em casa.

                                                      CONTINUA…

             O CAPÍTUO 23 SERÁ PUBLICADO NA PRÓXIMA SEXTA-FEIRA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *