Minha Casa

Minha casa
Nela tudo é menos urgente e mais precioso.
Mais aconchegante e acolhedor.

Nela estão os meus bens mais preciosos.
Nela eu rego as flores que foram escolhidas por mim para estar ali.

Nela mora a maior felicidade do mundo, aquela presente nas singelices da vida.

Nela existem muros, imaginários e mágicos, que mantém os problemas do lado de fora.

Nela eu vejo, sinto e percebo as maiores e mais importantes transformações da vida.

Nela ouço de longe barulhos que trazem algum vestígio do caos que esta lá fora.

Nela eu posso relaxar de verdade. Deixar a água quente bater nas costas, usar o traje mais confortável do mundo e colocar as pernas para o ar.

Nela eu não sou julgada.

Os barulhos dela não me incomodam nem um pouquinho, pelo contrário, me fazem feliz.

Minha casa, é onde mora a minha inspiração. É nela que eu vivo de fato tudo o que eu preciso para estar bem lá fora.

Coração

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *