Quando Entendi o Amor

Ele não dizia eu te amo.

Ela sentia falta das declarações de amor em público.

Ele vivia simplesmente o amor.

Ela vivia tentando racionalizar e dar nome para as coisas.

Ele achava tudo mais simples e preferia o silencio às brigas sem motivo.

Ela se irritava com a falta de comprometimento dele enquanto ela parecia lutar sozinha para aquela relação dar certo.

Ele não era muito bom com as palavras.

Ela queria poesia com rimas.

Ele cedia sempre para as comedias românticas na hora de comprar o ingresso para o cinema.

Ela entendia quando ele queria assistir à maratona de esportes por 4 horas na TV.

Ele acabava suas sextas-feiras no restaurante japonês, mesmo não comendo peixe, só porque ela amava.

Ela topava um dia inteiro de churrasco com os amigos dele, porque poucas coisas deixavam ele tão feliz.

Ele esperava pacientemente ela experimentar as 10 peças de roupa na loja de departamentos mais lotada da cidade.

Ela ficava horas com ele procurando pelo equipamento de esportes perfeito.

Ele fazia contas para ver se caberiam todas as despesas no salário deles no final do mês.

Ela esperava ansiosa pelo pedido de casamento romântico.

Ele se preocupava com o fluxo de caixa.

Ela com a decoração e com as flores.

Ele comia o que tinha e vestia as roupas que estavam limpas.

Ela fazia dietas de carboidratos e combinava a bolsa com o sapato.

Ele seguia tendo dificuldades com as palavras.

Ela seguia querendo ouvir eu te amo todas as noites.

Ele não tinha o habito de dizer eu te amo, apesar de dar a vida por ela.

Ela dizia eu te amo com frequência porque dava a vida por ele.

Eles brigavam porque pareciam querer coisas diferentes, mesmo querendo na verdade a mesma coisa.

Ele entendeu que precisava expressar mais o seu amor, porque era importante para ela.

Ela entendeu que a forma dele expressar o amor era diferente da dela, mas no final se tratava do maior amor do mundo.

Ele redescobriu o amor nas palavras.

Ela entendeu o amor que está nas pequenas coisas do cotidiano.

Cada um tinha o seu sonho mas eles tinham sonhos em comum e faziam planos juntos.

Eles escolheram juntos a decoração da casa nova, apesar de um gostar de cinza e o outro de verde. E no final, a casa ficou com a cara dos dois.

Também escolheram os nomes dos filhos, apesar de um gostar de Fabricio e o outro de Arthur.

Fizeram viagens inesquecíveis apesar de um querer praticar esportes e outro querer tomar sol e drinks a beira mar.

Ela que sempre buscou entender o porquê de cada coisa, descobriu que o verdadeiro amor está nas declarações silenciosas do dia a dia que mostram o quanto ele se importa de verdade com ela.

Ele que sempre foi ruim com as palavras, percebeu que um pouco de romantismo em pequenas surpresas faziam bem para relação deles e que no final não eram tão complicadas assim.

E descobriram juntos que o amor é preto e branco. Renúncias e Escolhas. Amor declarado é amor provado. . É importante respeitar as diferenças. Todas as diferenças fazem parte do amor. É importante dizer que ama, mas ainda mais importante é provar esse amor todos os dias. O amor está nos pequenos gestos e também nas grandes decisões. Descobriram que o amor em preto e branco é o equilíbrio que traz cores para a vida.

Coração

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *