Sim, o copo está meio cheio! E há flores nele.

Novas perspectivas nos ajudam a enxergar o lado bom das coisas. Sempre que estamos vivendo qualquer tipo dificuldade, é comum escutarmos conselhos super sensatos, que parecem ser impossíveis de seguir porque estamos vivendo dentro do furacão. Por isso é tão comum repetir a frase: faça o que eu falo e não o que eu faço. A verdade é que aquela sensatez que parece não fazer o menor sentido, talvez seja o melhor caminho para sair de dentro do furacão.

Ter perspectivas é ter mais do que sonhos. Significa ter planos concretos, com oportunidades concretas de se realizar. Pessoas com boa educação e formação, tem excelentes perspectivas de vida e grandes chances de serem bem sucedidas. Ter um trabalho que te enche de boas perspectivas, te desafia a buscar o melhor diariamente. Ter perspectivas na vida preenche nossa vida de significado e nos enche de paz.

Grandes artistas enxergaram diferentes perspectivas e colocaram seu nome na história, inspirando milhares de pessoas. Monet pintou sua impressão sobre as coisas em diferentes perspectivas, obstinado, comprou uma casa com um jardim para criar sua obra. Picasso trouxe diferentes perspectivas para o que era comum e criou um novo e diferente movimento artístico. Andy Warhol trouxe muitas perspectivas para o que era comum, do cotidiano e trouxe mitos representados de acordo com as suas próprias perspectivas, se tornando símbolo e ícone de uma era artística. Esses artistas tinham uma coisa em comum. Eles olhavam além. Eles viam além do que os outros viam. Eles sentiram verdadeiramente e conseguiram dar forma à novas perspectivas.

De repente uma situação onde não estamos felizes, traz apenas o olhar para as coisas negativas e enxergar por outra perspectiva pode mostrar mais lados bons do que ruins de uma mesma coisa. Podemos chamar também de enxergar o copo meio cheio. Em situações do cotidiano, muitas vezes é comum vivermos sentimentos de falta de perspectiva, onde a rotina, a pressa, a falta de tempo nos engolem, sem nos deixar pensar muito a respeito do que tem que ser prioridade, do que nos faz feliz, do que realmente importa, das escolhas que nos trouxeram até aqui e nessa ânsia de conseguir realizar as tarefas básicas do dia a dia que nos tomam muito tempo, podendo dizer, que nos tomam a vida, nos esquecemos de nós mesmos. Em um determinado momento começamos a nos questionar sobre a falta de perspectivas de nossas vidas. Para termos sonhos realizados é preciso ter sonhos. Para termos realizações é preciso ter planos. Para ter planos é preciso planejar mais, nos estipular metas e prioridades e entender que algumas coisas são da vida, outras podem ficar para depois, que não temos que ter controle de tudo o tempo todo. Importante mesmo é nos questionarmos se estamos felizes com o presente e principalmente com nossas perspectivas para o futuro.

A grama do vizinho é sempre mais verde. A vida dos outros parece ser sempre mais fácil que a nossa. Vivemos nos comparando. Comparamos nossos filhos com os dos outros, nossas aquisições, o tamanho do carro, o cargo na empresa, o quanto o trabalho do outro é mais importante. Vamos dia a dia nos pressionando a ser melhor que o outro ou vivemos reclamando que nossa vida não é tão fácil ou tão boa quanto a do outro e acabamos num ciclo vicioso e preguiçoso, nos conformando ou nos justificando. Quando na verdade ser o que achamos melhor só depende de nós mesmos. Precisamos nos desafiar a ser o que achamos que temos que ser. Precisamos educar e estimular muito bem os nossos filhos e fazer de verdade o que acreditamos ser melhor para eles. Precisamos estudar, nos empenhar, saber esperar, nos especializar, para termos o trabalho que sonhamos. Precisamos fazer algo por nós mesmos, que nos faça feliz. Precisamos fazer renúncias no dia a dia para termos um apartamento próprio ou um carro maior.

Toda a situação tem dois lados: o positivo e o negativo. Mulheres fazem escolhas pela família e paralisam sua carreira por quase 2 anos, essa foi uma escolha. No final do período desses 2 anos, ela se sente exausta fisicamente, com muito mais responsabilidade na vida e um pouco frustrada em relação à sua carreira. Afinal, todos evoluíram e parece que ela continua igual. De repente alguém diz para ela: você fez uma escolha muito mais importante para a sua vida. Sua vida ganhou muito mais significado, você tem uma família. Essa foi sua escolha. Você escolheu isso ao invés de sua carreira. E você ainda tem um emprego e excelentes perspectivas para o futuro. Somente é preciso ter um pouco de paciência. Enfim, muitas vezes precisamos que os outros nos mostrem coisas obvias sobre escolhas, prioridades e perspectivas nossas, para enxergamos o valor que a nossa vida realmente tem. Estrias e cicatrizes pós gravidez, são marcas permanentes e visíveis, que não se comparam às marcas deixadas no coração. Mas tudo que podemos ver acaba ganhando mais importância em nossas vidas comparado ao que sentimos. E nessa lógica, a cicatriz deveria ser um sinal diário do quanto somos fortes, do que é mais importante na vida e principalmente do que está no coração. E dessa maneira, nos ajudando a sentir e resgatar o significado das coisas. Aquela cicatriz foi uma escolha de vida e nesse cenário a questão estética perde qualquer relevância.

Vale lembrar sempre que as escolhas que fizemos nos trouxeram até onde estamos. Vale sempre tentar enxergar o copo meio cheio. Vale a pena viver qualquer situação que tenha significado e que vai construir a nossa vida, a qualquer situação de status ou transitória. Tem planos que não podem ser adiados, porque tem tempo certo para acontecer, por isso precisam ser priorizados. É preciso olhar sempre diferentes perspectivas, porque um dia olharemos para traz e precisamos ter apenas uma resposta. Se a gente teria feito tudo de novo. Geralmente, a resposta é sim, teríamos.

Coração

image

image

6 thoughts on “Sim, o copo está meio cheio! E há flores nele.

  1. Oi Sabrina… obrigada por ter criado esse blog… Me torno uma pessoa melhor a cada post…ou pelo menos tento… tenho sempre a impressão que vc escreve pra mim, vc sempre consegue me colocar pra enxergar coisas que não temo coragem nem de pensar e sutilmente me da um empurrão CORAGEM … te coração obrigada…

    1. que linda!!! eu que te agradeço! Obrigada por compartilhar comigo. Isso me faz muito feliz. Tomara que nossos pensamentos sempre se envontrem e que de alguma maneira eu possa te ajudar. eu amo escrever. Não procuro forma, padrão ou coerencia. Falo o que o meu coração pede, do meu jeito. Isso me faz feliz. E quando tenho recebo uma mensagem como a sua, me sinto ainda mais feliz. muito obrigada!!! beijos enormes

  2. Linda Sabrina… esperei roendo as unhas seu texto!!! e valeu a pena esperar. Escolhas!!! eu sempre penso nelas com carinho e tento ver o copo meio cheio, me disciplino no dia a dia para que as escolhas – escolhidas por mim sejam inseridas confortavelmente em meu coração.
    Porque pagamos nossa fatura, as vezes fazendo caretas outras sorrindo! Mas sempre pagamos. E cá pra nós… pagar é uma delicia, quando entendemos o porque…
    Escreva Sabrina querida…escreva sempre! bjs

    PS: Franciele: planeje seus sonhos e eles se realizarão. bjs amiga.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *