Ser feliz é uma questão de escolha

Ser feliz diariamente é uma escolha.

Um dia repleto de coisas boas é parte das boas escolhas e da coragem de mudar que tivemos na vida. Tudo gira em torno das escolhas. Foram elas que nos trouxeram até aqui com a bagagem que temos.

Trabalhar com o que gostamos, ter uma família que nos preenche de amor e enche a vida de significado, estar em uma relação de amor correspondida com cuidado, diversão e carinho, estar na companhia constante dos melhores amigos, beber ou não beber, comer nossa comida preferida sem medo de não caber na calça jeans, ler livros de histórias inesquecíveis, ter conversas cabeça ou rir até perder o fôlego de uma grande bobagem. Nosso dia a dia é preenchido por grandes e pequenas coisas qua dão sentido para a vida. Tal como nossos sonhos. Queremos ao mesmo tempo grandes feitos e pequenas realizações. O fato é que depender de escolhas faz da felicidade diária um grande risco. Porque escolher é difícil. Porque as escolhas demandam renuncias e muita coragem para assumir riscos.

Quando digo trabalhar com o que gosta, falo de trabalhar com algo que tenha a ver com o nosso propósito de vida e que não chega nem perto de chato, apesar de todas as burocracias que sempre vão fazer parte do dia a dia. Estar cercado de pessoas boas e construtivas, com propósitos em comum. Não perceber o tempo passar, apesar da enorme carga de trabalho. Mesmo depois de muitos anos, sentir orgulho de passar o crachá na entrada e a sensação de dever cumprido na saída no final do dia. Parece difícil, mas não é. Para isso basta ter coragem e dedicar tempo de qualidade a buscar algo que tenha a ver com nosso propósito de vida. Dessa forma o domingo à noite será só mais um dia da semana. Dessa forma conseguimos conquistar grandes coisas, mudar a vida das pessoas para melhor e ter perspectivas. Essas sim são importantes. Saber onde queremos chegar. Porque saber onde queremos chegar é o começo do caminho. Ame o que você faz, se especialize se ainda não for bom. O trabalho ocupa muito tempo da nossa vida. Claro que sempre será pelo dinheiro, mas não deve ser só por ele. Precisamos querer de verdade que aquilo dê certo. Se não te trouxer a sensação de dever cumprido no final do dia ou a vontade de contar suas ideias para todo mundo e os domingos à noite estiverem doloridos, coragem! Coragem para se reencontrar, se reinventar, para mudar. Sempre será só o lugar onde você ganha o dinheiro, mas é preciso te fazer feliz. O mundo é grande demais, com coisas demais para fazer para perder tempo reclamando porque trabalhamos com algo que não nos faz feliz ou pior, não nos satifaz ou não nos traz próposito.

Não importa qual o perfil, todos buscam realização pessoal. Não importa o tamanho ou o tipo. Alguns são mais ambiciosos e outros muito mais simples. Não importa o tamanho do sonho é preciso trabalhar duro para realizá-lo. Falo daqueles sonhos que chegamos a sonhar acordado. Das grandes realizações para a nossa vida, das pequenas conquistas ou até das indulgências. Não precisamos ter todos os pares de sapato do mundo, mas podemos nos dar ao luxo de vez em quando de ter aquele sapato caro da vitrine da loja que nunca nem tivemos coragem de entrar, porque parecia tudo muito caro. Mais uma vez escolha. Trocar muitos sapatos baratos por um muito caro. Ir para aquele paraíso de aguas cristalinas do outro lado do mundo que parece ir ficando cada vez mais longe a medida que o tempo vai passando. Ele continua ali. Que eu saiba o mundo ainda não se mexeu. A vida que ficou difícil demais, cheia demais, cara demais. E acabamos cedendo. Abrindo mão do sonho de conhecer o paraíso. Não abra mão do sonho. Por mais longe que seja. Pegue barco, carro, avião, bicicleta, vá a pé. Mas não deixe de ir. Na hora que os olhos se encherem de lágrimas ao tocar com os pés as tão sonhadas águas cristalinas, tudo terá valido a pena, e vamos sentir ainda mais orgulho de nós mesmos e do caminho percorrido. Não abra mão dos seus sonhos. Vá vivê-los.

Crie seu mundo imaginário e entre e saia dele quando estiver afim. Faça acordos consigo mesmo. Se entregue às tentações culinárias, ou vá em busca do corpo perfeito, não importando o esforço. No final, você precisa estar de bem com o espelho porque ele deve refletir suas escolhas.

Construa a casa para onde você quer voltar todos os dias e coloque nela as pessoas mais importantes da sua vida. Faça tudo do seu jeito, mesmo que as opiniões digam para não fazer. Organize tudo por cor e ordem alfabética ser for compulsivo, ou deixe organizado à sua maneira mesmo que para um mundo pareça um caos. Só a gente sabe o que nos faz bem. Compre móveis novos, tenha uma TV gigante, coloque sempre flores frescas pela casa, perfume os ambientes, tenha um espaço gourmet, uma adega, um bar. Receba seus amigos em casa e cozinhe para eles, mesmo que você não saiba cozinhar. Preencha a parede com quadros e espalhe fotos de pessoas especiais pela casa. Chame uma decoradora ou faça você mesmo. Troque o papel de parede rasgado que te faz reclamar todos os dias.

Tenha uma família grande ou viva em companhia dos seus livros ou sua arte. O tamanho da família e seus membros tem que combinar com o seu propósito de vida. Escolha o companheiro que te faz rir e com quem consegue conversar e fazer planos. Não fique em uma relação por conveniência, se não existir amor. Se quer ter filhos e não consegue, pense em adoção. Se seu filho cresceu e está indo voar outros voos… Ih! Essa eu não sei como te aconselhar. Esse é um dos maiores medos do pais. O dia em que os filhos vão de fato fazer o que criamos eles para fazerem. Irem viver suas vidas. Acho que nessa hora é preciso ter grandes amigos ou um grande companheiro, ou os dois. Então cultive amores na sua vida. Sempre! São eles que vão te ajudar a segurar muitas barras lá na frente.

A felicidade diária é feita de pequenas coisas. Estrear uma roupa nova que te faz se sentir bem e trazem confiança, se arriscar a usar um batom vermelho, mesmo parecendo ousado demais, um cheiro novo ou o seu cheiro que faz você se sentir cheiroso o dia inteiro. Prestar atenção às belezas no caminho (mesmo que você more em uma selva de pedras). Sentir o ar entrando nos pulmões ou o sol queimando a pele. Agradecer pela vida. Comer algo que você realmente goste. Pausa para tomar um café ou comer um chocolate (porque não?). Tirar 10 minutos do dia para falar com o melhor amigo, para contar algo extraordinário ou simplesmente saber como ele está. Dividir experiências. Construir repertório. Falar de coisas diversas. Aprender coisas novas. Escolher seus pensamentos. Isso é importante. Escolha seus pensamentos, como escolhe suas roupas todos os dias. Leia o que te faz bem. Pule o que pode te causar angustia. Sempre sabemos o que nos faz bem e o que nos angustia. Escolha sempre o que faz bem. Parece óbvio, mas não é.

Vá a lugares novos. Restaurantes, países, cidades. Vá conhecer o mundo ou pelo menos a parte dele que mais te importa. Nem que para isso tenha que jogar tudo ou algo para o alto. Preste atenção aos seus desejos e não os ignore. Nem os mais insanos. Aliás, principalmente os mais insanos. Saiba sempre para onde voltar.

A vida é curta demais para perdermos tempo onde não somos felizes. O mundo é grande demais para nos limitarmos aos pequenos espaços. O caminho precisa ser aproveitado não importando tanto o destino. As prioridades da nossa vida, devem na prática ser nossas prioridades.

Não é possível ter resultados diferentes, fazendo tudo sempre igual. A vida às vezes pede mudança e ousadia. Só isso é capaz de começar novos ciclos. A vida pede para a gente decidir. Mesmo quando tudo parece desabar, cabe à gente rir ou chorar, ir ou ficar. No final, o mais importante é o decidir.

Às vezes é preciso ir embora. E às vezes é preciso apenas ficar. Mas para qualquer uma delas é preciso coragem. É preciso tomar uma decisão. Fazer escolhas e renuncias. E aí voltamos ao início: Ser feliz diariamente é uma escolha.

A gente sempre sabe o que tem fazer. O problema é que o medo mora perto das ideias loucas. E são essas as ideias que nos levam para a felicidade. Dá trabalho, mas vale à pena. Para o nosso próprio bem, mesmo com muito trabalho, não vamos perder tempo com o que não nos faz plenamente feliz.

Por tudo isso, te aconselho: Onde não puderes amar não te demores.

Coração

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *